Policia Federal tira jagunços da F$A.

A Polícia Federal foi à Fundação Santo André, mas dessa vez saiu de lá sob aplausos dos alunos. Nosso advogado, Dr Yvan explicou hoje no comando de greve que houve a denúncia formal, já na segunda-feira, à Polícia Federal, acerca da presença de seguranças particulares dentro da faculdade, vestidos à paisana e intimidando os alunos e professores.

A ação se deu hoje, por volta das 19hs, quando os alunos estavam chegando foram vendo a ação dos policiais federais, que vistoriaram a Fafil e depois de uma denúncia se encaminharam ao estacionamento dos professores, onde abordaram os seguranças que estavam na guarita, foram então rendidos (com as mãos na parede) e encaminhados ao prédio do Colégio, onde permaneceram por algum tempo, aparentemente sendo interrogados, depois chegou o diretor da Faeco (Orozimbo) e a seguir, os policiais foram até a sala da diretora Míriam Lernic, onde ficaram aguardando-a até que esta chegou pra se esclarecer. A punição para esta infração é o pagamento de multa e na seqüencia os seguranças e até o reitor podem ser PRESOS.

Segundo o Dr Yvan, esta ação constitui uma prova criminal contra o reitor Odair Bermelho, baseada num auto de infração da Polícia Federal, que é incontestável, podenso, inclusive fundamentar uma liminar para a queda do reitor.

Essa atitude da reitoria mostra até onde chega a demência desse reitor, ao contratar cerca de 40 jagunços, para intimidar alunos e professores, com o dinheiro dos alunos.

Blog da ocupação, Quinta-feira, 25 de Outubro de 2007

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 License