Ocupação da Reitoria da UECE

Hoje pela manhã foi dado início a um ato público na Universidade Estadual do Ceará, na Avenida Dedé Brasil. O movimento contou com a presença não só de estudantes da UECE, mas também de outras instituições como UFC, Unifor e FIC. A passeata saiu de dentro da Universidade e bloqueou parcialmente a avenida, obrigando os motoristas a fazerem o balão por dentro da UECE. Entre palavras de ordem, faixas, apitos e entrega de panfletos, os estudante protestaram contra a Portaria 320 (antiga 199), onde são aprovadas medidas que favorecem a cobrança de taxas pelos cursos da UECE.

Conversei com Tania Batista, professora da UFC e representante da Regional Nordeste ANDES (Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior), que está diretamente ligada à organização do movimento. A professora afrmou que o ato faz parte da Jornada Nacional em Defesa da Educação Pública, que envolve estudantes de vários estados brasileiros, inclusive os que organizaram a ocupação da reitoria da USP. "Esta movimentação dentro da UECE se trata de uma mobilização não apenas de alunos daqui, mas de trabalhadores e estudantes em geral. Isso porque a Universidade Pública é mantida pelo dinheiro dos trabalhadores, mas eles não têm acesso a ela."

O representante estudantil do Conselho Diretor, Ailton Lopes, afirma que a idéia é discutir a pauta de reinvidicações junto ao reitor e o secretário de Educação, Ciência, Tecnologia e Cultura. Ailton Lopes foi o único voto contra a Resolução 199 (agora 320) numa assembléia que contou com a participação do professor Albuquerque (ex-reitor da UFC), B.C. Neto (ex pró-reitor de Extensão da UECE) e com o sr. Isáias(assessor de assuntos de Interior da UECE). "Essas pessoas deveriam defender os interesses da Universidade, mas essas medidas que vêm sendo tomadas mostram claro interesse em privatizar as universidades públicas. A pauta da assembléia foi mostrada em cima da hora da votação, o que prova que a intenção é esconder dos estudantes as reais intenções dos que estão no poder." Perguntei se há a intenção de os estudantes se instalarem na reitoria, como ocorreu na USP: "Essas decisões serão votadas entre nós, mas a intenção é ficar até que consigamos conversar pessoalmente com o Reitor."

Acabei de ligar para o Leidiano, que é Integrante do DCE e que se encontra neste momento na Reitoria. Até aqui a intenção dos estudantes é permanecer no local, mas outras decisões estão sendo votadas em assembléia entre os manifestantes.

A Reitoria da UECE foi ocupada por volta das 11:00h da manhã, o que totaliza 3h de permanência no local.

[postado por Sher Lopes, 22 de agosto de 2007, 12:47:51]

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 License